UNIFESP - EPM

Tutorial para Preencher as Causas da Morte da Declaração de Óbito
Departamento de Informática em Saúde

Tutorial - Seção III - XXIV. Identificando os Fatores de Risco


O Conceito de Fatores de Risco

Fatores de Risco são elementos relacionados ou que tiveram uma associação significativa com a morte. Não são por si só, condições específicas que se pode imputar como causa direta da morte.

As vezes é difícil saber quando parar ou quanto se deve voltar no tempo na busca pela especificidade em determinar a causa básica da morte.

EXEMPLO: Se um dependente químico de drogas intravenosas contrai a infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), alguém pode considerar que a causa básica da morte é o uso de droga intravenosa ao invés da infecção pelo HIV. Ou, poderia ser considerado para um fumante que morre de cancer de pulmão que a causa básica da morte é o tabagismo ao invés de neoplasia maligna do pulmão. [As vezes, tais exemplos podem ser levados ao extremo absurdo considerando-se, por exemplo, que uma pessoa que morre de aterosclerose de artéria coronária realmente morreu de ingestão crônica de alimentos gordurosos.]

O que torna uma afecção um fator de risco e não uma causa direta da morte é que, geralmente,  a relação causa e efeito entre o fator de risco e a afecção específica (fatal) é difícil, se não impossível, de provar.

Identificar fatores de risco pode levar à confusão, e a questão sobre registrar os fatores de risco na declaração de óbito é assunto de alguma controvésia.

2002 - 2003 DIS-Unifesp/EPMcontato: meide@dis.epm.br
Anterior    Próximo
| home | sobre | tutorial básico | consulta rápida | exemplos | tutorial interativo | outros locais |