UNIFESP - EPM

Tutorial para Preencher as Causas da Morte da Declaração de Óbito
Departamento de Informática em Saúde

Tutorial - Seção III - XXVI. Guia para Relatar Fatores de Risco


Onde e Como Relatar Fatores de Risco

Fatores de risco podem ser relatados:

  • na Parte II do campo 49 em "outras condições significativas"
  • claramente identificados como um fator de risco (Ver modelo, abaixo.)
Exemplos de Registro de Fatores de Risco

EXEMPLO 1

fator de risco na Parte II

EXEMPLO 2

fator de risco na Parte II

Como mostrado nesses exemplos podemos citar virtualmente qualquer fator de risco (tal como obesidade ou intoxicação alcoólica) que esteja associado com uma causa básica da morte em particular. Permite também a inclusão de múltiplos fatores, se for o caso. Devido a complexidade e da natureza intangível de alguns fatores de risco, os registros poderão variar.

O vírus da imunodeficiência humana (HIV) é um bom exemplo do valor de se registrar os fatores de risco. Ao citarmos contato sexual, uso de drogas injetáveis, múltiplas transfusões, ou contato materno-fetal na Parte II, certamente transmitimos uma história mais completa das causas da morte do que se omitirmos esses fatores de risco e simplesmente imputarmos a morte à síndrome de imunodeficiência adquirida. Além do mais, uma informação mais específica está sendo fornecida a qual pode ter valor para fins estatísticos e para monitorar e planejar ações em saúde pública. O registro sistemático de tais fatores deve ser estimulado, embora ainda não esteja disponível um sistema de codificação.

2002 - 2003 DIS-Unifesp/EPMcontato: meide@dis.epm.br
Anterior    Próximo
| home | sobre | tutorial básico | consulta rápida | exemplos | tutorial interativo | outros locais |